Menu principal
 

Exposição de arte “Criaturas Marinhas”, feita com material reciclado e inspirada na biodiversidade dos oceanos, foi apresentada pelos alunos do IFC Concórdia em alusão ao dia do meio ambiente

terça-feira, 11 de junho de 2019

Em 5 de Junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, conforme recomendação da Conferência das Nações Unidas, realizada em 1972, em Estocolmo, na Suécia. No Brasil, desde o decreto 86.028, de 27 de maio de 1981, também é promovida a Semana Nacional do Meio Ambiente, como forma de promover a preservação do patrimônio natural do país.

Para este ano, o tema escolhido para o debate sobre o meio ambiente foi “Poluição do Ar”. Segundo a ONU, aproximadamente 7 milhões de pessoas morrem, anualmente, devido à poluição do ar. A maior parte dessas mortes prematuras concentram-se na Ásia e no Pacífico.

Celebrar o Dia Mundial do meio ambiente é uma forma de incitar governos, indústrias, comunidades e indivíduos a se organizarem na busca por soluções mais limpas e renováveis, melhorando a qualidade de vida nas cidades, regiões e em todo o mundo.

O objetivo é aumentar a conscientização e a preservação ambiental, possibilitando a cada um perceber sua responsabilidade e seu papel como agente de mudança, apoiando formas de desenvolvimento mais justas e sustentáveis, promovendo um mundo mais limpo e verde para si e para as próximas gerações.

Assim, por ocasião do Dia do Meio Ambiente, no último 5 de Junho a comunidade do IFC – Concórdia se reuniu para a abertura da exposição “Criaturas Marinhas”, sediada na Biblioteca do campus.

Inspirados pela riqueza da vida marinha e pelas obras do escultor David Edgar, os estudantes do 1º Ano dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio de 2018 foram desafiados a reaproveitar o material de embalagens e conceber criaturas das profundezas.

A criatividade unida aos conhecimentos das disciplinas de Arte e Biologia, sob responsabilidade dos professores Suzana Back e Tiago Raugust, garantiram espaço fecundo para refletir sobre o consumo, o bom uso das matérias-primas e a preservação do meio ambiente.

A exposição segue até o final do primeiro semestre.

Créditos das Imagens: Suzana Back e Iara Gomes.